A evolução dos sapatos

 Olá amigos tudo bem? 

Evolução ao nosso favor: Calçados ganham aperfeiçoamento de anatomia para dar maior sensação de conforto Ao longo dos anos, eles passaram por diversas inovações para que os nossos pés fiquem confortáveis e também estilosos em todas as situações. 

A inovação é marca registrada dos fabricantes de calçados. É só comparar os sapatos que conhecemos hoje com aqueles de milhares de anos atrás. 



 Se antes o objetivo dos calçados era proteger os pés de ferimentos e do frio, atualmente eles também são anatômicos e confortáveis, auxiliam a nossa performance e deixam os pés muito mais estilosos.

 O primeiro sapato O sapato mais antigo de que se tem notícia data tem cerca de 5500 anos. Ele é de couro e foi encontrado em uma caverna na Armênia em 2010 por cientistas internacionais liderados pela Universidade de Cork, na Irlanda. 

 A origem dos sapatos, no entanto, pode ser ainda mais antiga. Na Espanha e na França, a existência de pinturas rupestres que têm cerca de 10 mil anos mostrou que os homens daquela época já eram pintados vestindo calçados, uma espécie de botas de pele.

 Os calçados e a classe social Apesar de ter sua provável origem no Período Paleolítico, no Antigo Egito era comum andar descalço. Apenas os nobres tinham sapatos, que eram carregados para serem usados somente quando necessário. Na Mesopotâmia, os sapatos de couro cru amarrado com tiras eram mais comuns, mas os coturnos eram reservados para a nobreza. 

 Entre os romanos, eram a cor e o modelo do sapato que indicava a posição social: os cônsules usavam calçado branco, os senadores, marrons, enquanto que o militares vestiam botas de cano curto. 

 Já na Idade Média, homens e mulheres vestiam uma espécie de sapatilha. Os homens também podiam calçar botas de couro, sendo as de qualidade superior aquelas produzidas com couro de cabra.

 Começa a evolução Os gregos deram início a melhorias nos calçados lançando novos modelos. O próximo passo só veio com a padronização da numeração, em 1642, graças ao rei Eduardo I da Inglaterra. Até 1760, os pares eram feitos de forma artesanal. Foi só nesse ano que a fabricação em massa começou, com a inauguração da primeira fábrica de calçados em Massachusetts, Estados Unidos. 

 Entre 1801 e 1822, surgiu o primeiro par de sapato com o pé direito e esquerdo como conhecemos hoje e, no século XX, o couro passou a ser substituído por materiais sintéticos, permitindo a variedade que temos atualmente.

 Mais inovações De lá para cá, com a ajuda da tecnologia, houve uma série de novidades principalmente na linha de produção, mas também no resultado final. O foco agora é na performance, sustentabilidade e conforto dos sapatos. 

 O precursor desse movimento foi Adi Dassler, que fabricou o modelo usado por Jesse Owens nas Olimpíadas de 1936 e as chuteiras que a seleção alemã vestiu na vitória da Copa do Mundo de 1954. Em 1949, ele acrescentou aos seus tênis três tiras laterais, nascendo assim a Adidas. 



 Mais recentemente, a empresa americana de tecnologia GTX Corp desenvolveu um calçado com solado inteligente, batizado de Smart Sole. Ele traz a tecnologia de GPS em sua sola, o que permite monitorar à distância a localização de crianças ou idosos com Alzheimer, por exemplo. 

 Quanto à sustentabilidade, é possível destacar o conceito do upcycling, que reaproveita roupas de brechó, resíduos da indústria calçadista tradicional e materiais como garrafas pet para criar sapatos únicos e estilosos. 

 Além disso, há marcas que usam como matérias-primas apenas itens naturais. É o caso da Reebok, que, em seu tênis NPC UK Cotton + Corn, utiliza tecido 100% algodão, com solado feito a partir de milho e a palmilha possui óleo de mamona em sua composição, resultando em um produto que contém 75% de conteúdo biodegradável.

 Novos comportamentos As mudanças pelas quais o mundo passa causam impacto também sobre nossos pés. É o caso da pandemia de COVID-19. 

 Com mais gente permanecendo em casa e saindo menos às ruas, o salto alto está caindo em desuso. Segundo a consultoria americana NPD Group, a queda foi de 70% na comercialização de modelos com salto neste ano. É a era dos calçados baixos, que dão mais conforto aos pés. 

 Entre os sapatos sem salto, destacam-se os tênis, as mules e as rasteiras. Com um estofamento de palmilha e forro interno adequados, além da flexibilidade do solado, são opções de calçados confortáveis que se adaptam a qualquer um.

Espero que tenha gostado da evolução dos sapatos. 

Até o Próximo!
Beijos!
Lucimar 



49 comentários:

  1. Confesso que, como homem, me faz confusão como muitas mulheres conseguem andar com aqueles saltos altos e fininhos. Como não torcem os pés. Inacreditável o equilíbrio que têm.

    Que faz a mulher ficar (mais) elegante é um facto real.
    .
    Cumprimentos poéticos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo as mulheres precisam se equilibrar muito viu, obrigada pela visita.

      Excluir
  2. Boa tarde, Lucimar
    Prefiro sapatilhas e sandálias que tem um salto pequeno. Postagem interessante. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  3. Olá Querida,
    Tudo bem?Eu amo sandálias que tem um salto pequeno:) Mais confortável:)
    Amei o post:)
    Beijinhos Karina

    ResponderExcluir
  4. Não é de todo um modelo de sapato que use muito, mas adorei bastante a tua partilha
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Eu adorei o post 🙂 amo usar salto alto pois sou baixinha,mas também adoro algo mais confortável como tenis ou sapatilha

    ResponderExcluir
  6. Adorei ver essa evolução!!

    Beijinhos.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, Lucimar! Que bom saber que vc continua por aqui...Boa postagem. Adoro sapato de salto alto. Os saltos deixam as mulheres com mais elegância!
    Estou tentando voltar a blogosfera aos poucos...Sinto saudades desse cantinho.Beijos,querida.

    ResponderExcluir
  8. Felizmente os sapatos ficam + confortáveis a cada dia.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
  9. Verdade! Os sapatos evoluíram bastante, tem alguns modelos que eu nao uso e nao usaria nao rs

    ResponderExcluir
  10. Ache genial essa coisa de gps na sola, muito útil mesmo.

    ResponderExcluir
  11. Que interessante, achei bem legal conhecer a evolução dos sapatos.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  12. é muito legal ver o quanto eles mudaram né
    amo sapatos da nossa época
    =D

    ResponderExcluir
  13. Thank you for sharing this informative post.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/11/ysl-black-opium-eau-de-parfum.html

    ResponderExcluir
  14. Oi Lucimar, ainda bem que com o tempo os sapatos foram se modernizando e ficando ainda mais confortáveis.
    Eu amo usar rasteirinhas.
    Beijos
    www.silalmeida.com

    ResponderExcluir
  15. Os sapatos vem evoluindo muito e a moda também , a mulher moderna não vive mais encima de um salto.
    Os tênis, mules e rasteirinha estão com um espaço bem significativo na moda .

    ResponderExcluir
  16. Muito bom o post, parabéns Lu.
    Eu amo usar salto, mas tenho usado bastante tenis ultimamente.
    Que bom que para estar arrumada não depende apenas dos saltos.

    ResponderExcluir
  17. Eu acho lindo salto alto, mas prefiro tênis, sapatilhas ou mules. Uma evolução dos sapatos mesmo né?

    ResponderExcluir
  18. Que interessante! Eu prefiro os sapatos confortáveis, foi-se a época que eu usava salto rs

    ResponderExcluir
  19. Eu amo sapato, e de salto alto ate 5 cm eu aguento, eu manco e tive q treinar muito para andar de salto e tenho uma amiga q acha incrivel deu andar de sapato de salto, acho lindo e elegante e tem muitos q machucam os pés, mas sempre dou sorte e compro aquilo que me faz bem. Adorei o post e vc mostrar a evolução dos sapatos em nossa vida, salto alto aguento ñ , mas acho lindo... bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
  20. Muito legal seu post! Eu conheço um sapateiro muito antigo que iria amar ler isso! Obrigada por isso!!!

    ResponderExcluir
  21. Nossa que interessante! Quanta informação! Muito boa a ideia de reciclagem de materias para produçãp.

    ResponderExcluir
  22. Olá Lucimar, tudo bem?

    Não sabia a maioria dessas informações que você trouxe sobre os sapatos e fiquei muito feliz ao descobrir todas elas. Realmente os saltos altos estão caindo em desuso e faço parte das pessoas que amaa um tênis e rasterinha rs Adorei demais o post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Eu amo conforto, uso sempre tênis ou chinelo. Sandálias de salto só para algumas ocasiões mais especiais rs
    Não vi ainda sobre este tênis com a tecnologia de GPS mas é bem interessante.

    ResponderExcluir
  24. Oi Luh, tudo bem? Que interessante saber mais sobre a evolução dos sapatos. Confesso que não tinha ideia dessa linha cronológica. Eu sou daquela que ama sapatilha/tênis. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  25. A evolução foi grande e confesso que a atualidade esta mais incrível,eu amo um salto,deixa a gente se achando kkk amo seus post bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...