Descubra qual é seu tipo de olheira e aprenda a tratar em casa

by - domingo, agosto 22, 2021

 Olá amigos tudo bem?

As áreas escuras ao redor dos olhos causam muito incômodo entre mulheres e homens. Algumas são fundas, azuladas, outras amarronzadas e até mesmo avermelhadas. A busca por tratamento as vezes é em vão, pois o diagnóstico é feito errado. Poucas pessoas sabem, mas existem 5 tipos de olheiras. Descubra qual é o seu:

Olheira estrutural: ocorre devido à falta de tecido na região orbicular dos olhos. Normalmente por falta de camada adiposa, ácido hialurônico ou até mesmo o próprio formato anatômico do rosto que ocasiona um aspecto fundo.



Olheira vascular: acontece quando o fluxo de líquido é mais lento embaixo dos olhos, e também devido ao cansaço, ao estresse, ao uso de tabagismo e bebida alcóolica. Pode agravar quando a pessoa desencadeia rinite.



Olheira sanguínea: é diferente da vascular. É mais genética. A olheira sanguínea é acometida por um pigmento que faz parte do nosso sangue, chamado de hemossiderina, que é ligado à vários componentes e que quando passa nos capilares, que são os vasos menores, vai depositando um pouquinho desse pigmento. A hemossiderina é ligada ao ferro e quando entra em contato com o sol, ela oxida, escurecendo mais a região. Esse tipo de olheira pode agravar quando a pessoa possui alergia e coça os olhos freneticamente com as mãos.



Olheira pigmentar: pode ser acometida devido ao acesso de exposição ao sol e a alteração hormonal.



Olheira mista: como o próprio nome diz, pode ser a mistura de todas as outras. A maioria das pessoas sofrem com este tipo de olheira.

Para quem procura um método rápido e fácil de combater este mal, a dermaticista Patrícia Elias explica como preparar uma receita caseira para ajudar no tratamento. Confira:

Para olheira vascular, pigmentar e mista:

Corte em 2cm um pepino sem casca e pique bem fininho. Misture dentro de um recipiente com 50ml de chá de camomila em temperatura ambiente. Leve à geladeira por 3 horas.

Após higienizar o rosto, molhe dois algodões na receita e coloque sobre os olhos por 10 minutos. Após o procedimento, passe a hirudoid na área das olheiras. A pomada serve como uma drenagem linfática, aumentando a circulação na região.

Faça esse procedimento duas vezes ao dia: de manhã quando acordar e a noite antes de dormir. O produto pode ser usado por mais 3 dias e deve ser guardado na geladeira.

Olheira sanguínea:

Após utilizar a mesma receita do chá de camomila e pepino, aplique ácido tioglicólico.

O ácido tioglicólico é usado apenas durante a noite, em baixa concentração, e apenas uma – no máximo duas – vezes por semana. É necessário procurar um especialista na área para orientar melhor o uso para no tratamento. Durante o dia passe bastante protetor solar.

Olheira estrutural:

Procure um profissional para fazer a aplicação do ácido hialurônico, ou até mesmo um médico que possa aplicar sua própria gordura na região.

Máxima Assessoria de Imprensa
Isabella Vilela – isabella@maximasp.com.br – (11) 99918-5750
Karina Martins – karina@maximasp.com.br – (11) 97673-7118
Mari Maellaro – mari.maellaro@uol.com.br – (11) 99686-4285
Silvia Pacolla – spacolla@uol.com.br – (11) 99686-4157


Você tem olheira? Descobriu o seu tripo de olheira?

Até o Próximo1

Beijos!

Lucimar




Confira também

23 comentários

  1. Louvo e aplaudo todo e qualquer produto que ponha uma mulher (ainda) mais bonita..
    .
    Um domingo feliz - cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada por esta partilha, Lucimar!

    ResponderExcluir
  3. Que sim são umas boas dicas para seguir
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderExcluir
  4. Puxa, nunca tinha lido sobre isso acho que as minhas olheiras são as primeiras hehe. òtimo post. bjos
    Blog Lady Samy/Facebook/Instagram/Youtube

    ResponderExcluir
  5. Gracias por el consejo. Es genial no tener ojeras.Te mando un beso

    ResponderExcluir
  6. Achei bem informativa a postagem :)
    https://blogmariianaleal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Lucimar eu achei bem interessante o artigo, não sabia que tinga tanto tipo. A minha é Olheira sanguínea

    ResponderExcluir
  8. Gostei do artigo, muito interessante.

    Boa semana.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderExcluir
  9. Felizmente não tenho problema com olheiras mas minha mãe com insônia desde a pandemia ficou com bastante! Só fiquei em dúvida qual é o tipo dela.

    ResponderExcluir
  10. Ótimo post, eu uso um pad para região dos olhos.
    Ajudou muito.

    ResponderExcluir